Escovar os dentes pode reduzir em 20% o risco de câncer de esôfago

Um novo estudo, publicado no periódico científico Câncer Research, mostrou que o hábito de escovar os dentes todos os dias pode reduzir em mais de 20% o risco de desenvolver câncer de esôfago.

De acordo com os pesquisadores da Universidade de Nova York, nos Estados Unidos, em níveis elevados, as bactérias são capazes de aumentar o risco da doença em até 21%. No entanto, ainda não se sabe como o acúmulo de placas bacterianas – ou até mesmo a gengivite e a periodontite, doenças que elas causam –, estão relacionadas ao desenvolvimento dos tumores.

Os cientistas coletaram amostras da microbiota bucal de cerca de 122.000 pessoas durante 10 anos. Depois desse período, 106 participantes desenvolveram câncer de esôfago. Nesses indivíduos, foram encontradas bactérias em quantidades superiores.

Segundo os autores do estudo, esse tipo de câncer é oitavo mais comum e o sexto maior causador de mortes por câncer no mundo. Devido ao fato de os casos da doença serem descobertos já em estágio avançado, as chances de cura são raras, com uma taxa de sobrevivência entre 15% e 25%.

O que te impede de sorrir?

Todos nós já ouvimos falar dos diversos estudos sobre a importância do sorriso e que ele gera pontos positivos para o nosso organismo como um todo.

Uma boa risada, por exemplo, pode combater o estresse, melhorar a oxigenação dos pulmões, diminuir a pressão arterial e reduzir o risco de doenças cardíacas, além de trazer uma série de sensações agradáveis que ajudam a eliminar sensações negativas, como tristeza e, até mesmo, depressão.

No entanto, quando não tratados de forma correta, os dentes podem ser motivos de insegurança. Situações como estas são muito comuns e podem ser facilmente evitadas.

Acredite ou não, a solução está mais perto do que você imagina! Pequenas atitudes diárias, como escovar de dentes, usar o fio dental e ter bons hábitos alimentares, além de visitas frequentes ao dentista, resolvem o problema.

A saúde bucal está diretamente ligada ao seu sorriso. Para termos os benefícios de uma boa gargalhada, é necessário cuidar dele com carinho.

Cuidados com a dentadura

Enumeramos aqui algumas dicas de cuidados com as próteses:
Ao manusear suas próteses, coloque-as sobre uma toalha dobrada ou em um recipiente com água. As próteses dentárias são delicadas e podem se quebrar se caírem.
Não deixe suas próteses secar. Mergulhe-as em água quando não estiver em uso. Nunca utilize água quente, pois pode causar deformações na prótese.
Escove as próteses diariamente para remover os resíduos dos alimentos e a placa bacteriana e assim evitar que elas manchem.
Escove sua gengiva, língua e palato todas as manhãs com escova de cerdas macias antes de inserir as próteses. Isso estimulará a circulação nos tecidos e ajudará a remover a placa.
Vá ao dentista se suas próteses quebrarem, trincarem ou se ficarem soltas na boca. Não tente ajustá-las — isto poderá danificá-las ao ponto de não mais poderem mais ser reparadas.
 

 

Como fazer a higiene bucal em bebes?


 Cuidados com a higiene da boca devem começar muito antes de os primeiros dentes surgirem. Nos recém-nascidos, o ideal é passar uma gaze ou fralda umedecida com água filtrada por toda a boca, limpando gengiva, bochechas e língua, para remover os resíduos do leite.

No sexto mês, quando costumam aparecer os primeiros dentes, passe a usar uma dedeira. Com ela, faça movimentos suaves. O procedimento já é um treino para a escovação, que pode ser feita a partir de 1 ano, com escova de dente macia e pasta sem flúor.

 

Clareamento dental a laser

Neste procedimento, o dentista aplica sobre os dentes um agente químico oxidante potente. Para evitar queimaduras na gengiva, lábios e bochechas, é usado um protetor interno.
Sobre o clareador, é aplicada uma fonte de energia ativadora, que pode ser luz halógena ou determinados tipos de laser que intensificam o clareamento.
Dessa forma, o paciente consegue dentes brancos em apenas uma sessão.
 

 

É correto usar palito de dentes?

Se for para tirar restos de comida que estão incomodando, o palito de dentes pode ser útil. Mas para uma higienização completa que seja capaz de prevenir cáries, ele não tem nenhuma eficácia. Além disso, você pode acabar machucando a gengiva. O correto é usar a escova de dentes e o fio dental para higienizar a boca após as refeições.

 

O que é Xerostomia

A xerostomia (também conhecida como boca seca ou secura da boca) é um sintoma relacionado à falta de saliva. A xerostomia pode causar dificuldade em falar e comer.

Também pode levar à halitose (mau hálito) e aumento dramático de cáries dentárias, já que o efeito de proteção da saliva não está presente, e também pode fazer com que a mucosa da boca se torne mais vulnerável a infecções.

A língua pode mostrar deficiência pela atrofia das papilas, inflamação, fissuração, rachaduras e até desnudação. O indivíduo portador de xerostomia apresenta sensibilidade, ardência, queimação e dor na mucosa da língua.

A xerostomia crônica predispõe à cárie dental aguda, complicações periodontais e perda subsequente dos dentes. O paciente apresenta dificuldades para utilização de dentaduras e incômodos com aparelhos protéticos devido à secura da boca.

 

O que é Herpes labial

O herpes labial é uma doença altamente contagiosa que se pega através do contato direto com as bolhas ou feridas com líquido, como pode acontecer durante o beijo, ou pela a utilização de objetos usados por outra pessoa que tenha herpes como copo, talheres ou toalha por exemplo.

O tratamento do herpes labial inclui o uso de pomadas e comprimidos antivirais e é capaz de eliminar os sintomas. Porém, o vírus continua sempre vivo dentro dos nervos do indivíduo, e as lesões podem reaparecer em momentos de estresse e baixa imunidade. Isso pode ocorrer em semanas, meses ou anos após a primeira manifestação.

O que é Halitose?

A halitose, ou mau hálito crônico, é uma situação na qual a pessoa exala um odor desagradável da boca. O “bafo matinal” com o qual a maioria das pessoas acorda não é halitose. Nem os cinco minutos de mau hálito que você tem depois de fazer uma refeição exótica, cheia de condimentos. A halitose é um cheiro persistente que não vai embora depois de escovar os dentes, passar fio dental e enxaguar. Pode ser embaraçoso e constrangedor, tanto que muitas pessoas relutam até em mencioná-la ao dentista. Mas também é bastante comum e, por isso mesmo, muito possível de tratar.

A halitose tem várias causas possíveis, 85% aproximadamente das quais são orais: cáries, problemas de gengiva, restaurações quebradas, dentes quebrados, e dentaduras que não estão muito limpas – todos são possíveis suspeitos. Há ainda os fatores relativos à alimentação. Dietas com alto nível de proteínas e baixo nível de carboidratos, alimentos ácidos, doces e, é claro, uma grande quantidade de cebola, alho e outros temperos fortes, definitivamente, comprometerão seu hálito. Assim como o consumo excessivo de café e álcool. Usuários de tabaco também têm um alto risco.

Conheça os benefícios do aparelho ortodôntico


 O aparelho ortodôntico é indicado para corrigir desajustes nos dentes, além de prevenir problemas de oclusão, o ato de abrir e fechar a boca quando os maxilares estão, de alguma forma, prejudicados. O seu uso pode trazer não só benefícios funcionais, mas um ganho estético enorme. A ortodontia é a especialidade responsável por avaliar a necessidade do uso do aparelho e indicar o modelo ideal, que poder ser fixo ou móvel. Em ambos é preciso cuidados especiais na higienização bucal e manuseio do dia a dia e aqui você fica por dentro de todas essas dicas.